Sharing is caring!

 

As Ilhas de Aran integram um estudo da UE para avaliar a produção do hidrogénio a partir das energias renováveis, para alimentar carros, embarcações e para aquecimento interior de edifícios.

O projeto orçamentado em €3,5 milhões e coordenado pela NUI Galway incluiu também a construção de uma central de produção de hidrogénio nas Ilhas das Canárias, onde será produzido até 25 kg de hidrogénio por dia, quantidade suficiente para abastecer até 10 veículos disponíveis no mercado e permitir uma autonomia máxima de 600 km cada.

O hidrogénio será produzido a partir da água do mar e da energia solar fotovoltaica, através dos painéis fotovoltaicos, e sendo bem-sucedido, centrais semelhantes serão instaladas em comunidades off-shore e isoladas, incluindo nas Ilhas de Aran.

O projeto também está a ser estudado na Ilha da Madeira, em Portugal.

O coordenador do projeto SEAFUEL, Dr Pau Farràs Costa da Escola da Química em NUI Galway, disse que o projeto visava criar um modelo de negócio para ajudar as comunidades off-shore e reduzir as importações dos combustíveis fósseis.

“O plano para o projeto é estudar se este modelo de negócio é viável para exportar para outras localidades das ilhas e para outras regiões”, foram as palavras proferidas pelo Dr. Pau Farràs Costa.

“As Ilhas de Aran já possuem veículos elétricos e estamos a estudar outras possibilidades, incluindo o aquecimento, mas também para os barcos e os ferries. Estamos focados nas ilhas porque elas são dependentes das importações energéticas.”

“É um combustível limpo que será bom para a ilha e quebrará a dependência do exterior.”

O hidrogénio é utilizado para abastecer veículos em regiões dos Estados Unidos da América, Japão e Alemanha. Alguns fabricantes de automóveis comercializam veículos movidos a hidrogénio, incluindo a Toyota, que emitem somente água. O Japão pretende criar uma “sociedade a hidrogénio” de zero emissões ao longo do tempo.

BY: PAUL MELIA