Sharing is caring!

 

A viabilidade da utilização do hidrogénio como combustível nas Ilhas de Aran está a ser estudada no âmbito de um projeto orçamentado em vários milhões de euros e que incide em áreas isoladas.

O projeto SEAFUEL está orçamentado num montante de €3,5 milhões e visa demonstrar a mais valia do aproveitamento das energias renováveis, sem pegada carbónica, para abastecer as redes de transporte nas regiões remotas do Atlântico.

O projeto, coordenado pela NUI Galway, é direcionado às regiões onde 30% da energia é consumida no sector de transportes local, sendo proveniente de combustíveis fósseis. Este projeto, também está a ser estudado nas Ilhas Canárias, na Espanha e na Ilha da Madeira, em Portugal.

Dr Pau Farràs Costa, responsável pela investigação, disse que era esperado que o hidrogénio pudesse ser utilizado em toda a região do Atlântico para alimentar o (sector dos) transportes e apoiar a transição para uma economia de baixo carbono.

O SEAFUEL propõe uma via sustentável para alimentar os transportes a nível local em regiões isoladas a partir das energias renováveis, tais como solar, eólica e marinha, tendo em consideração a intermitência inerente das energias solar e eólica.

Um conjunto de workshops e questionários no local serão realizados nas Ilhas de Aran. Na Ilha de Tenerife, o hidrogénio será utilizado como combustível para abastecer uma frota de carrinhas de administração local.

O Dr Farràs Costa disse que não seria prático realizar o lançamento de veículos nas Ilhas de Aran porque não iriam oferecer qualquer vantagem sobre os veículos elétricos. Isto porque, as distâncias são curtas, devido à dimensão da ilha.

O projeto é co-financiado pelo Programa Interreg Espaço Atlântico 2014-2020.